quinta-feira, 5 de outubro de 2017

FOICE E MARTELO NÃO SÃO SÍMBOLOS DO COMUNISMO

O Facebook é a maior arma de destruição em massa da história. Estão destruindo os cérebros de uma geração inteira.
Amiguinhos, foice e martelo não são símbolos do comunismo. A iconografia socialista colocou essas ferramentas de trabalho cruzadas, representando a união dos trabalhadores do campo e da cidade. O que se buscava valorizar, com essa representação, era a luta de classes . Era a noção de que camponeses e operários eram parte da população excluída e, por isso, deveriam juntos lutar pela emancipação do trabalhador. "Trabalhadores do mundo uni-vos". Já leu essa frase? Pois é, é isso que os comunistas estavam propondo.
No caso da Alemanha nazista, a simbologia era completamente diferente. Os fascistas queriam abolir os conflitos sociais. Eles negavam a existência da luta de classes, que seria uma invenção esquerdista para dividir a população. O povo, no ideário fascista, era uno, caracterizado pelo o que eles chamavam de comunidade nacional.
Essa é a lógica do corporativismo. Os membros dessa comunidade nacional, como no corpo humano, deveriam trabalhar em harmonia pelo crescimento da nação.
Por isso, nessa imagem, as ferramentas NÃO ESTÃO CRUZADAS, mas são seguradas pela águia que representa o poder e a força do Partido Nacional Socialista. Esse seria o responsável por tutelar, organizar e harmonizar as classes trabalhadores, para que essas servissem ao interesse nacional.
Portanto, fique tranquilo. Caso vc passe por uma loja de jardinagem e encontre um martelo ou um foice, talvez não seja uma conspiração do Foro de São Paulo, mas apenas uma loja de utensílios domésticos. Pode ser difícil para os alunos da faculdade do Mark Zuckerberg diferenciar um coisa da outra, mas com o tempo vcs conseguem. Ainda me resta um pingo de fé nessa geração.
Eduardo Migowski
Via #MeuProfessordeHistória